Suaposta

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Um agradecimento especial

Agradeço aos leitores pela paciência em ficarem sem o nosso blog CERCA MÓVEL nas últimas três semanas, mas informo a todos que deu tudo certo. Consegui terminar a minha pós-graduação em Gestão Estratégica da Comunicação e fiz a cobertura do Grande Prêmio Brasil 2011, que este ano, teve de tudo, de bar a vaia.

Vamos ao que interessa, como prêmio aos pacientes leitores, fizemos uma matéria exclusiva com o grande campeão do Grande Prêmio Brasil 2011 (G1-2400mG), BELO ACTEON.


O “Alemão” não é treinado pelo profissional de mesmo apelido (J. C. Sampaio) e sim por outro craque que dispensa comentários, Dulcino Guignoni.

BELO ACTEON fez questão de relembrar as suas origens.

“Sou o primeiro filho de Back For Good e consegui dar muita alegria a minha mãe desde os meus primeiros passos na raia. Fui domado no Hipódromo do Cristal e sempre recebi muito carinho dos profissionais gaúchos. Lá, ainda potrinho, ganhei o apelido de ‘Alemão’ pela minha cor alazã”, disse o campeão.

Quando o assunto é o seu pai, Acteon Man, BELO ACTEON enche o peito de orgulho.

“Meu pai é tudo! Ainda não teve muitas oportunidades na criação, mas logo em sua primeira geração, com apenas três produtos registrados e dois corridos, ambos obtiveram vitória, sendo All Or Nothing campeã nobre no Hipódromo do Cristal. Faço parte da segunda geração e acredito que herdei dele seu potencial para provas de fundo. Ele, em campanha, venceu um Grupo 2 em São Paulo, preparatória para o Grande Prêmio Brasil, prova que acabo de vencer e dedico a ele tal conquista.”

Pedi ao BELO ACTEON que comentasse sobre a sua grande conquista no último domingo, no Hipódromo da Gávea.

“Foi um sonho! Meu jóquei (Henderson Fernandes) não me contrariou hora alguma. Corri como gosto e quando Too Friendly emparelhou comigo, senti que ainda tinha pernas para seguir brigando e por isso não me intimidei e venci a batalha”, relembra.

Indaguei sobre o encontrão que os dois competidores deram nos metros decisivos e BELO ACTEON, criado por Aluizio Merlin Ribeiro e defensor das sedas do Stud H & R, não se intimidou em dizer.

“Ele é um cavalo excelente, de qualidade excepcional. Quando viu que eu estava indo muito bem e não me rendi, tentou me amedrontar e jogou seu corpo sobre o meu. Sendo que não me intimidei e fui para cima dele também. Houve pequenos xingamentos, coisa de corrida, mas depois da corrida, quando eu venci, ele foi muito educado e me deu os parabéns.

Já falei com ele no Centro de Treinamento Fazenda Mondesir, onde ambos treinamos e estamos alojados, eu no grupo de cocheiras do Guignoni e ele no do Bebeto, mas quero aproveitar este espaço para dizer em público ao Too Friendly que ambos ganhamos, inclusive o Jéca (3° colocado), pois proporcionamos um final emocionante, que engrandeceu o nosso esporte, o turfe.”


Já que o cavalo de 4 anos tocou no nome do seu treinador, aproveitei para saber dele como é ser preparado por Dulcino Guignoni, um tetracampeão do Grande Prêmio Brasil.

“O que eu posso falar de um profissional que antes de eu nascer já tinha vencido o Grande Prêmio Brasil com Straight Flash (2000), Queen Desejada (2001) e Potri Road (2002)? Ele visita a cocheira diariamente e na hora de treinar, exige mesmo. Ele consegue tirar o máximo de nós.

Eu estava muito inseguro em sair do perdedor e já encarar a principal prova do turfe brasileiro, mas duas semanas antes do páreo, fiz um trabalho fantástico, me senti super-bem e fui com muita confiança para a corrida. Então, esta conquista eu devo e muito ao trabalho do meu treinador D. Guignoni”
, informa BELO ACTEON.

Sobre o futuro, ‘Alemão’ esta ansioso com sua viagem para os Estados Unidos.

“A responsabilidade é grande. Lá o turfe é muito mais competitivo do que no Brasil, mas em provas de fundo não são tão fortes. Acredito que terei boas chances de mostrar minha categoria no hemisfério norte, mas irei sentir muitas saudades do Brasil, principalmente do calor carioca”, despede-se encerrando a matéria.

IMPERDÍVEL

Amanhã, sábado, as atenções dos turfistas estarão no Hipódromo de Cidade Jardim, pois começa a Tríplice Coroa de potrancas. O CERCA MÓVEL ficará de olho em tudo e com o ouvido pronto para escutar o que esta acontecendo, porque o turfe não para!