quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 231

     Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, seguimos com o nosso tradicional formato do 1 Café por 1 Barbada neste mês de dezembro, agora na companhia de RICARDO SIMÕES, turfista frequentador assíduo do Hipódromo da Gávea.

     A destacar que os melhores dos meses de dezembro 2017, janeiro, fevereiro e março de 2018 estão automaticamente convidados para atuarem no ABRIL DAS FERAS da temporada 2017/2018. Então todos os convidados estudam com mais cautela. Façam suas apostas e defina quem será o vencedor.

     Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões ou inscrição para participar do 1 Café por 1 Barbada, basta escrever no cercamovel@gmail.com




RESULTADOS DE DEZEMBRO

1) ANTONIO CARLOS: 3 vitórias (Irlanda do Sul: R$ 3,10; Several Times: R$ 2,40 e Kriss Kringle: R$ 1,20) - 75% de aproveitamento

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Silvestre de Sousa finaliza em 2º no torneio internacional

Os brasileiros João Moreira, Silvestre de Sousa e Leandro Henrique
    O Brasil estava muito bem representado no Longines International Jockey's Championship realizado na tarde de hoje em Hong Kong (manhã no horário de Brasília): Silvestre de Sousa, João Moreira e Leandro Henrique participaram do torneio, que obedecia a pontuação 1º = 12, 2º = 6 e 3º = 4.

Zac Purton ergue troféu obtido hoje em Hong Kong
    A vitória ficou para Zac Purton, australiano que atua em Hong Kong assim como nosso compatriota João Moreira. Purton venceu dois dos quatro páreos e atingiu os 24 pontos, garantindo o prêmio de U$k 500 mil (R$ 207 mil).

   Silvestre de Sousa fez 2º logo no 1º desafio e na sequência ganhou, somando 18 pontos e formando a dupla. Com isso, o brasileiro levou o prêmio de U$k 200 mil, o equivalente a R$ 82.800,00.

    Em 3º ficou o francês Pierre- Charles Boudot, que obteve uma vitória e um 3º lugar, conseguindo os 16 pontos e o prêmio de U$k 100 mil (R$ 41.400,00).

    As demais colocações, que não tiveram premiação, ficaram para: 4º Hugh Bowman (12), 5º Flavien Prat (6) e em 6º o estreante brasileiro Leandro Henrique, Ryan Moore e Keita Tosaki (4).

    O grande astro de Hong Kong, o brasileiro João Moreira, não marcou ponto dessa vez, mas vale lembrar que em 2012 ele ganhou este desafio.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 230

    Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, seguimos com o nosso tradicional formato do 1 Café por 1 Barbada para abrir o mês de dezembro com o amigo ANTONIO CARLOS BARBOSA, mais conhecido como Kaká das Barbadas.

     A destacar que os melhores dos meses de dezembro 2017, janeiro, fevereiro e março de 2018 estão automaticamente convidados para atuarem no ABRIL DAS FERAS da temporada 2017/2018. Logo após o programa que abre o mês de dezembro, os nossos leitores podem conferir a vista limpa com o resultado final do NOVEMBRO DAS FERAS, que teve patrocínio fundamental da PMU BRASIL, a quem voltamos a agradecer publicamente pela parceria.

     Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões, escrevam para cercamovel@gmail.com




RESULTADO FINAL NOVEMBRO DAS FERAS 2017/2018

1) LEANDRO MANCUSO - 11 pontos (Foppiano: R$ 7,70; Fly First Class: R$ 4,40; Parkour: R$ 3,60; Jitrois: R$ 3,00; Sky at Night: R$ 2,30; Espiritus: R$ 2,00; Fanboy: R$ 1,90; Wales Thunder: R$ 1,90; Lampião do Cerrado: R$ 1,30; Fiction Away: R$ 1,30; Folha Corrida: R$ 1,10) - 45,83% de aproveitamento
1) DANIEL PERES - 11 pontos (Sugar Candy: R$ 2,70; Far Niente: R$ 2,30; Big Stick: R$ 2,10; Punta: R$ 1,90; Cabecinho: R$ 1,60; Casual Elegance: R$ 1,60; Legend Thunder: R$ 1,50; Tiro Ao Alvo: R$ 1,50; Giorgio de Chirico: R$ 1,40; Felicíssimo: R$ 1,30 e Nick Mig: R$ 1,30) - 45,83% de aproveitamento
3) CAROL SCHUENCK - 6 pontos (Felicissimo: R$ 3,60; Sou Giovanna: R$ 2,90; Jaguaré: R$ 2,70; Le Guanahani: R$ 2,40; Claret: R$ 2,00 e Etoile Rafaela: R$ 1,50) - 25% de aproveitamento
4) CESAR GUSTAVO NETTO - 5 pontos (Frozen: R$ 5,90; Kaiowa: R$ 2,30; Keanu: R$ 2,20; Know How: R$ 1,80 e Olympic Hanoi: R$ 1,10) - 20,83% de aproveitamento

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Silvestre de Sousa - Falando de Turfe, programa 42

     Enchendo de orgulho todos os brasileiros que adoram as corridas de cavalo, SILVESTRE DE SOUSA tornou-se bicampeão da difícil estatística inglesa e teve um tempinho para dividir conosco seu ano perfeito no Falando de Turfe, programa 42.

     Assistam e compartilhem com os amigos, sejam eles turfistas ou não, pois o exemplo de vida deste profissional das rédeas é importante ser compartilhado com todos que amamos.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

NOVEMBRO DAS FERAS - 1 Café por 1 Barbada, programa 229

    Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, e com patrocínio oficial da PMU Brasil, chegamos a última semana do torneio NOVEMBRO DAS FERAS do 1 Café por 1 Barbada com as presenças dos 2º colocados das duas primeiras semanas CAROL SCHUENCK (1ª semana) e CERSAR GUSTAVO NETTO (2ª semana) na loja PMU BRASIL GÁVEA.

     César Gustavo Netto e Carol Schuenck têm o difícil desafio de tentar passar os 11 pontos obtidos no total por Leandro Mancuso (lidera com a vantagem do rateio) e Daniel Peres. Aproveitem que são as últimas 24 barbadas das corridas do Hipódromo da Gávea para os turfistas de todo o Brasil..

     Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões, escrevam para cercamovel@gmail.com






RESULTADOS NOVEMBRO DAS FERAS 2017/2018


1) LEANDRO MANCUSO - 11 pontos (Foppiano: R$ 7,70; Fly First Class: R$ 4,40; Parkour: R$ 3,60; Jitrois: R$ 3,00; Sky at Night: R$ 2,30; Espiritus: R$ 2,00; Fanboy: R$ 1,90; Wales Thunder: R$ 1,90; Lampião do Cerrado: R$ 1,30; Fiction Away: R$ 1,30; Folha Corrida: R$ 1,10) - 45,83% de aproveitamento
1) DANIEL PERES - 11 pontos (Sugar Candy: R$ 2,70; Far Niente: R$ 2,30; Big Stick: R$ 2,10; Punta: R$ 1,90; Cabecinho: R$ 1,60; Casual Elegance: R$ 1,60; Legend Thunder: R$ 1,50; Tiro Ao Alvo: R$ 1,50; Giorgio de Chirico: R$ 1,40; Felicíssimo: R$ 1,30 e Nick Mig: R$ 1,30) - 45,83% de aproveitamento
3) CAROL SCHUENCK - 3 pontos (Jaguaré: R$ 2,70; Le Guanahani: R$ 2,40 e Claret: R$ 2,00) - 25% de aproveitamento
4) CESAR GUSTAVO NETTO - 1 ponto (Know How: R$ 1,80) - 8,33% de aproveitamento

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Friends of Gold revela: este é meu ano!

     A principal prova da semana brasileira na última semana aconteceu mais uma vez no Hipódromo de Cidade Jardim, o GP Presidente Antonio Grisi Filho (Grupo 2), na distância dos 1.600 metros, pista de areia. A campeão foi a égua FRIENDS OF GOLD, do Bet Gold Stud, que segue invicta na atual temporada.

    Por mais uma semana precisei ligar para o Paraná para conseguir me comunicar com a campeã, que trabalha e reside naquele Estado.


Vencendo em São Paulo no último sábado, dia 18/11/2017
CERCA MÓVEL: Parabéns Friends of Gold por mais uma exibição perfeita, agora em Grupo 2 paulista?
FRIENDS OF GOLD: Muito obrigada Karol. Quando caminhei pela Vila Hípica paranaense,
encontrei e comentei com Hotaru que havia adorado a entrevista dele na semana anterior. O mesmo, já sabendo que eu viajaria para competir em São Paulo, disse que com certeza seria eu a entrevista do blog. E não é que ele estava certo!

CM: É muito impressionante os resultados obtidos pelos cavalos e éguas que estão treinando no Paraná e competem em São Paulo. Hotaru me deu várias explicações, mas continuo achando surpreendente.
FOG: Temos uma raia muito boa para treinamento, que não nos machuca. Os nossos treinadores conhecem muito bem a profissão, sem querer desmerecer os demais profissionais, mas realmente o Paraná vem fazendo a diferença.

CM: Mas vamos falar de você. Que temporada espetacular estás vivendo garota: invicta?
FOG: Sensacional não é mesmo. Estou invicta em três corridas, todas elas clássicas. Foi um Grupo 3 final de julho em São Paulo, depois o Clássico Primavera (L.) em casa, e agora este Grupo 2 novamente em Cidade Jardim. Não tenho dúvida que uma hora possa ser que não cruze na frente, mas por enquanto, sinto-me ótima e acho difícil outra égua me bater na pista de areia.

CM: Quer relembrar sua última conquista?
Marcus Ribeiro e Friends of Gold no festival do GP Paraná
FOG: Com prazer! Marcus Ribeiro já me conhecia das demais conquistas e nem se importou em me chamar quando as duas velozes dispararam na frente. O campo só tinha cinco corredoras e eu competi no início na frente de apenas uma. Mas na grande curva, comecei a me aproximar e a reta final, quando me deixam correr, eu voo.

CM: Realmente você voou dessa vez, foram 7 1/4 corpos de diferença e excelentes 1'37"092?
FOG: A confiança quando chega, nada abala. E toda a equipe do A. Menegolo Neto e do Bet Gold Stud estava confiante no meu desempenho. Tenho treinado bem, estou completamente sã. Nunca mais tive nem um resfriado. Enfim, os 4 anos estão me fazendo muito bem.

CM: Friends of Gold você tem uma excelente filiação, visto que é filha de Vettori e Piace Molto, sendo neta materna de Gilded Time. Já pensa em atuar na reprodução?
FOG: Fui muito bem criada no Haras Old Friends Ltda. (em Bagé - RS) e tenho uma filiação que me dá muito orgulho. Minha mãe, Piace Molto, em campanha conseguiu colocação clássica e meu primeiro irmão conquistou ponto em prova especial. Sou sua primeira filha, sendo o segundo produto, e estou tendo o prazer de dar-lhe já quatro provas graduadas, sendo três apenas este ano. Tenho certeza que todos estão muito orgulhosos. Mas agora respondendo a sua pergunta. Puxa, estou com 4 anos, em ótima forma atlética, eu quero é correr, competir e quem sabe encarar os machos em provas mais longas.
Vencendo o Clássico Primavera 2017

CM: Opa, já pensa em competir misturada aos machos no universo clássico?
FOG: E por quê não pensaria? Estou indo muito bem nos 1.600 metros da areia, mas vale lembrar que consegui colocações entre os 1.600 e 2.000 metros, inclusive, na raia de grama. Então posso sim sonhar em talvez estar alinhada no GP Paraná 2018 (G3-2000mA).

CM: Olha garota, torcida não vai faltar para você. O papo está ótimo, mas precisamos encerrar. Quero que você deixe suas considerações finais sobre seu momento atual?
FOG: Nossa, como passa rápido. Quero agradecer poder ter sido escolhida a personagem da semana do blog CERCA MÓVEL. Na Vila Hípica todo mundo adora comentar as nossas entrevistas durante os churrascos de confraternização. É muito bom saber que os humanos querem mesmo nos entender, pois amamos correr, competir e estar perto de vocês. Então quero dizer que estou adorando meu momento atual e podem acreditar que seguirei trabalhando firme para manter-se bem e cruzando na frente.
Antenor Menegolo, o treinador da campeã, com a esposa

Alguém tem dúvida que Friends of Gold cumprirá com sua promessa? Aposto que não. Dessa forma, encerramos o excelente bate papo da semana. A quem nos lê semanalmente, também dê sugestões sobre os cavalos, éguas, potros, potrancas, reprodutoras ou garanhões que desejem que eu entreviste. Basta escrever para cercamovel@gmail.com 

Até a semana que vem!




Texto: Karol Loureiro - Fotos: Karol Loureiro e Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

NOVEMBRO DAS FERAS - 1 Café por 1 Barbada, programa 228

     Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, e com patrocínio oficial da PMU Brasil, chegamos a terceira semana do torneio NOVEMBRO DAS FERAS do 1 Café por 1 Barbada com as presenças dos campeões das duas primeiras semanas DANIEL PERES (2ª semana) e LEANDRO MANCUSO (1ª semana) na loja PMU BRASIL NITEROI, na Rua da Conceição, número 27.

     César Gustavo Netto e Carol Schuenck têm encontro na última semana e vão tentar correr atrás dos virtuais campeões nesta disputa que trás, a cada semana, 24 barbadas das corridas do Hipódromo da Gávea para os turfistas de todo o Brasil..

     Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões, escrevam para cercamovel@gmail.com





RESULTADOS NOVEMBRO DAS FERAS 2017/2018

1) DANIEL PERES - 7 pontos (Sugar Candy: R$ 2,70; Far Niente: R$ 2,30; Big Stick: R$ 2,10; Punta: R$ 1,90; Legend Thunder: R$ 1,50; Felicíssimo: R$ 1,30 e Nick Mig: R$ 1,30) - 58,33% de aproveitamento
2) LEANDRO MANCUSO - 4 pontos (Parkour: R$ 3,60; Sky at Night: R$ 2,30; Espiritus: R$ 2,00 e Lampião do Cerrado: R$ 1,30) - 33,33% de aproveitamento
3) CAROL SCHUENCK - 3 pontos (Jaguaré: R$ 2,70; Le Guanahani: R$ 2,40 e Claret: R$ 2,00) - 25% de aproveitamento
4) CESAR GUSTAVO NETTO - 1 ponto (Know How: R$ 1,80) - 8,33% de aproveitamento

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Hotaru acha seu espaço em dia de potros e potrancas

     No último sábado, no Jockey Club de São Paulo, foram realizadas cinco provas do calendário clássico local, entre elas os tradicionais GP's Diana (G1-2000mG), para potrancas), e Derby Paulista (G1-2400mG), para potros, que foram vencidos respectivamente por Sea Dream e Galope Americano.
   
     Apesar do grande desempenho dos dois vencedores de 3 anos, quem brilhou intensamente quase que no apagar das luzes de Cidade Jardim foi o cavalo HOTARU, o escolhido para ser o nosso entrevistado da semana.

Na primeira volta, Hotaru corria na frente de apenas dois rivais
CERCA MÓVEL: Parabéns pela vitória no GP Ministro da Agricultura (G2-2400mG), sua segunda vitória graduada das quatro da campanha. Acreditava que venceria o desafio?
HOTARU: Puxa, nem estou acreditando que eu serei o entrevistado de uma semana tão importante, com vencedores de Grupo 1 como Galope Americano e Sea Dream. É uma honra poder falar para os turfistas que acompanha o blog Cerca Móvel. Respondendo a sua pergunta, tinha total confiança que venceria o desafio, pois logo após trabalhar a distância nos matinais do Tarumã, senti-me mais confortável. Então vencer a corrida era sim algo esperado por mim.


CM: Sendo que era a primeira vez que você competia nos 2.400 metros, ainda mais na grama. Como poderia ter tanta certeza?
H: Nem era questão de certeza. Eu tinha obtido duas boas vitórias na milha de grama paulista: uma no final de junho e outra em meados de julho. Então tanto eu, quanto meus responsáveis, sabiam que a grama não era problema para mim. Na sequência encarei os 2.000 metros da raia de areia do GP Paraná (G3) e obtive a 5ª posição. Não desmerecendo o campeão No Ar, mas se o percurso fosse um pouco maior, o trabalho dele seria mais complicado.

CM: Então você considera-se um fundista especialista em 2.400 metros?
Disputa acirrada na reta final
H: Especialista ainda não, mas sou filho de Public Speaker e Emissora Regional, logo meu avô materno é o grande Trempolino, que foi e transmite para seus netos muita estamina. Então as provas de fundo não poderiam ser problema pela minha filiação. Lógico que o tempo é quem comprovará isso, mas posso te garantir, competir em 2.400 metros me deixa muito mais a vontade.

CM: Obrigada por registrar a sua filiação e aproveito para destacar que você foi criado no Haras Palmerini, mas vamos falar sobre seus proprietários, o Stud A.M.L.? Com esta farda você vem conquistando importantes desafios?
H: Realmente a farda do Stud A.M.L. caiu como uma luva em mim. Basta lembrar que fui para a cocheira deles quase que virando 4 anos e das minhas quatro vitórias, três foram para eles. Os proprietários Artagão e Tiago Mattos Leão (pai e filho) são apaixonados por cavalos e nos respeitam muito, por isso na raia procuramos dar o nosso máximo.

CM: E como é seu relacionamento com Delmar Lima Albres, seu treinador?
H: Quem conhece o Delmar sabe que ele vive e respira turfe, por isso trata todos seus cavalos como filhos. Ele é atento com cada detalhe, não só dos treinos, mas das nossas campanhas, das nossas viagens. O trabalho dele é tão meticuloso que no mesmo sábado que nós vencemos, minutos antes ele também ganhou o Derby Paulista com Galope Americano. Ou seja, é um treinador que merece todas as conquistas que está obtendo.
Hotaru deixa Energia Imagine para trás nos 2.400 metros paulista

CM: Você também mostrou-se bem adaptado com o jóquei André Luis Silva?
H: É outro apaixonado pela sua profissão. Então facilita a nossa vida. Era a terceira vez que ele me conduzia e nossa segunda vitória, ambas graduadas (Grupo 3 e Grupo 2). Ele sabe que gosto de correr no pelotão da frente, mas consegue me acalmar o suficiente para não acabar com minhas reservas. No momento certo ele sabe me colocar em carreira e fico a vontade para mostrar o que sei fazer: correr!

Delmar e André comemoram ao voltar com Hotaru
CM: Das suas quatro vitórias, apenas uma foi no Tarumã, as demais foram todas em São Paulo. Qual o segredo da raia paranaense que faz com que os cavalos treinados lá cheguem em Cidade Jardim e vençam?
H: Acredito que além da raia ser muito boa, o clima é fundamental. Nós vivemos em uma temperatura bem amena e por ventar muito em Curitiba, dificilmente tem moscas nos estressando. Tiro por mim mesmo, que basta eu chegar em São Paulo e pegar um dia um pouco mais quente que as moscas já aparecem para estressar, porém como estou de passagem, logo esqueço pois sei que voltarei para casa. Na minha opinião, o clima, a raia e a distância das moscas são os meus ingredientes fundamentais.

CM: Agora que você já provou que encara bem os 2.400 metros, já pensa no seu próximo desafio?
H: No que depender de mim eu quero competir na Argentina, no GP Carlos Pellegrini (G1-2400mG). Não sei se meus responsáveis ainda conseguem alguma vaga para mim num palet de avião, mas estava muito disposto a ir para Buenos Aires e ensinar aos cavalos argentinos como se corre de verdade na milha e meia.

Hotaru quer mostrar sua qualidade na Argentina
CM: Obrigada pelo bate papo e estou torcendo para que viaje e represente bem o Brasil no país vizinho.
H: Obrigado Karol pela oportunidade e quero aproveitar para deixar um recado: tanto você quanto os demais turfistas podem ter certeza que se eu alinhar no dia 16 de dezembro na Argentina, será para trazer a taça para o Brasil. Podem me cobrar depois!

   Encerrou o bate papo o cavalo Hotaru, disposto a competir a qualquer preço na prova mais cobiçada do turfe sulamericano.

Texto e fotos: Karol Loureiro


quinta-feira, 9 de novembro de 2017

NOVEMBRO DAS FERAS - 1 Café por 1 Barbada, programa 227

     Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, e com patrocínio oficial da PMU Brasil, chegamos a segunda semana do torneio do 1 Café por 1 Barbada: o NOVEMBRO DAS FERAS.

     Por mérito, os campeões Leandro Mancuso (julho), Daniel Peres (agosto), César Gustavo Netto (setembro) e Carol Schuenck (outubro) garantiram vaga na importante mesa e ao invés de quatro barbadas semanais, cada um terá de apresentar 24 barbadas ao final (sendo 12 por participação).

     Depois da largada com Leandro Mancuso e Carol Schuenck, chegamos a segunda semana de desafios com a presença de CESAR GUSTAVO NETTO e DANIEL PERES, gravando na excelente loja PADOQUE SPORT BAR, em Vila Isabel

     Quem obtiver mais pontos nessa fase, volta a participar da 4ª semana de gravação, marcada para o dia 22/11 na loja PMU Brasil Gávea. Em caso de empate, vence quem obteve o melhor rateio. Importante lembrar que caso algum animal escolhido seja retirado ou faça forfait, o convidado passa a competir com o animal de número posterior (se for o último número, volta ao primeiro do páreo).

     Quem fizer menos pontos nesta primeira disputa, terá outra chance, retornando na 3ª semana, marcada para o dia 16/11 na loja PMU Brasil de Niteroi, na Rua da Conceição, 27, a partir das 13h.

     Agora, menos papo e mais ação. Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões, escrevam para cercamovel@gmail.com



RESULTADOS NOVEMBRO DAS FERAS

1) LEANDRO MANCUSO - 4 pontos (Parkour: R$ 3,60; Sky at Night: R$ 2,30; Espiritus: R$ 2,00 e Lampião do Cerrado: R$ 1,30) - 33,33% de aproveitamento
2) CAROL SCHUENCK - 3 pontos (Jaguaré: R$ 2,70; Le Guanahani: R$ 2,40 e Claret: R$ 2,00) - 25% de aproveitamento

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Kris Five informa: eu voltei!

     Eu não estava em São Paulo no último sábado, mas acompanhei com afinco o retorno de Kris Five às pistas no GP Governador do Estado, prova de Grupo 2 realizada nos 1.600 metros da pista de grama. Pude ver como o defensor do Stud Mendonça provou estar pronto para novos desafios.

     Só consegui falar com o filho de Christine's Outlaw e Kate-Five (Astor Place), criado no Haras Cruz de Pedra, na tarde de quarta-feira, quando o mesmo descansava na cocheira de Estanislau Petrochinski, na Vila Hípica do Hipódromo de Cidade Jardim.


Kris Five reaparecendo e vencendo em São Paulo
CERCA MÓVEL: Tudo bem campeão? Está tinindo?
KRIS FIVE: Acredito que posso responder que está tudo ótimo. Sinto-me muito bem e feliz. Reaparecer vencendo não poderia ter sido presente melhor.

CM: Mas você fez por merecer tal vitória neste reaparecimento?
Vencendo Grupo 1 em junho passado na Gávea
KF: Sim, eu sei disso. Dediquei-me bastante aos treinos, trabalhei duro, mas só meu esforço não adiantaria muita coisa. O carinho e o trabalho de toda equipe do Estanislau Petrochinski, a paciência do meu proprietário Jorge Mendonça, em não permitir que eu voltasse antes do tempo, tudo isso somado ao meu trabalho foram os ingredientes que resultaram na minha conquista. Alias, na nossa conquista.

CM: Você ficou com medo por ter ficado parado tanto tempo, afinal de contas sua última exibição havia sido em junho e na Gávea?
KF: E foi logo quando conquistei a vitória mais importante da minha campanha, meu primeiro Grupo 1, tanto meu quanto do Stud Mendonça, a farda que defendo com muito orgulho. Inclusive foi graças à esta vitória no GP Presidente da República (G1-1600mG) que garanti meu Troféu Mossoró de melhor milheiro da temporada 2016/2017.

Na raia carioca com Estanislau Petrochinski, e os irmãos
Jorge Mendonça e Afonso Mendonça
CM: Então, na temporada atual (2017/2018) você ainda não havia corrido?
KF: É verdade! Estava anotado para competir no festival da Copa dos Criadores em agosto passado, quando correria a Copa ABCPCC Mathias Machline (G1-2000mG), mas senti durante os treinamentos e precisei parar. Não posso negar que estava apreensivo na corrida do último sábado.

CM: Apreensivo por quê? Não estava totalmente curado?
KF: Não por isso. Curado estou sim, como falei antes, Jorge Mendonça jamais permitiria que eu competisse fora de estar 100%, bem como meu treinador Estanislau Petrochisnki. A apreensão é porque eu reaparecia depois de vencer Grupo 1, então a responsabilidade sempre aumenta. No final, tudo deu certo.

CM: Você e a Jeane Alves (joqueta) formaram uma boa parceria?
KF: Jeane está acostumada a fazer meus trabalhos matinais, então achei muito justo ela ser mantida no meu dorso. Muita gente deve ter ficado nervosa quando entramos a reta final em último, mas Jeane Alves sabe que tenho uma excelente atropelada final e soube utilizar no momento certo. Por isso é fundamental termos uma equipe de qualidade.

CM: Já pensa em seus próximos compromissos?
KF: Honestamente, não ligo muito para isso. Deixo esse trabalho para meu treinador e proprietário. A verdade é que já competi em provas de fundo e não me coloquei quando era mais novo, mas a maturidade tem me dado mais condicionamento físico e talvez tenha chegado a hora de encarar as provas mais longas, porquê na milha já provei que sou o melhor.

CM: Algum desejo em especial?
Kris Five quer ajudar pai Christine' Outlaw na estatística
KF: Olha para esta temporada eu queria conseguir junto com meu irmão High Chris pontos clássicos para colocarmos nosso pai Christine's Outlaw no topo da estatística nacional clássica. Sendo que demos azar, primeiro porque eu demorei a atuar na atual temporada e segundo porque High Chris precisou abandonar as pistas após sofrer lesão. Mesmo tendo de assumir agora o trabalho sozinho, garanto que não irei decepcionar meu pai.

CM: Para encerrarmos nossa entrevista, algum recado em especial?
KF: Para a equipe que cuida de mim e nossos torcedores. É fundamental a dedicação que recebemos. Um atleta como eu, PSI de corridas, precisa de muitos detalhes para tudo dar certo. Uma largada mal feita, um treino mais forçado, enfim, qualquer detalhe, pode custar uma vitória ou uma lesão. Então é importante a equipe estar sempre em sintonia e a torcida para que bons ventos estejam sempre conosco.

Kris Five é cavalo bonito e muito corredor
     Ensinou o campeão, que aos 4 anos, soma quatro vitórias, sendo uma em Grupo 1 e agora também em Grupo 2.

Texto: Karol Loureiro - Fotos: Karol Loureiro e Paulo Bezerra Jr.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

NOVEMBRO DAS FERAS - 1 Café por 1 Barbada, programa 226

     Com apoio mensal dos Studs Mendonça e São José dos Bastiões, e com patrocínio oficial da PMU Brasil, chegamos ao período mais aguardado do nosso programa 1 Café por 1 Barbada: o NOVEMBRO DAS FERAS.

     Por mérito, os campeões Leandro Mancuso (julho), Daniel Peres (agosto), César Gustavo Netto (setembro) e Carol Schuenck (outubro) garantiram vaga na importante mesa e ao invés de quatro barbadas semanais, cada um terá de apresentar 24 barbadas ao final (sendo 12 por participação).

     A competição teve a largada esta semana, na loja PMU Brasil Gávea, com a disputa entre LEANDRO MANCUSO e CAROL SCHUENCK. Quem obtiver mais pontos nessa primeira fase, volta a participar da 4ª semana de gravação, marcada para o dia 22/11, também na loja PMU Brasil Gávea. Em caso de empate, vence quem obteve o melhor rateio. Importante lembrar que caso algum animal escolhido seja retirado ou faça forfait, o convidado passa a competir com o animal de número posterior (se for o último número, volta ao primeiro do páreo).

     Quem fizer menos pontos nesta primeira disputa, terá outra chance, retornando na 3ª semana, marcada para o dia 16/11 na loja PMU Brasil de Niteroi.

     Semana que vem, dia 8/11, César Gustavo Netto e Daniel Peres têm encontro na loja PMU Brasil de Vila Isabel (Padoque Sport Bar) e de lá deixarão 24 barbadas para vocês.

     Agora, menos papo e mais ação. Cliquem no link abaixo, assistam o programa, divulguem para os amigos e tenham boa sorte nas carreiras. Sugestões, escrevam para cercamovel@gmail.com



RESULTADO FINAL DO OUTUBRO ROSA

1) CAROL SCHUENCK STABILE: 2 vitórias (Dr.Phelipe: R$ 3,50 e Fantastic Boy: R$ 1,80) - 50% de aproveitamento, maior rateio
2) VICTORIA DIAS MOTA: 2 vitórias (Da-lhe Casella: R$ 2,50 e Un Pingo: R$ 2,50) - 50% de aproveitamento
3) RAISSA LIOI ESTEVES: 2 vitórias (Barbara Mel: R$ 2,40 e Desperado: R$ 1,60) - 50% de aproveitamento
4) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
4) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Festival Bento Magalhães - Falando de Turfe, programa 41

      Muitas emoções foram vividas no último domingo, dia 29 de outubro, no Hipódromo da Madalena com a realização de mais um festival do GP Bento Magalhães e procuramos registrar algumas destas imagens neste programa Falando de Turfe.

      Aproveitamos para agradecer publicamente ao Jockey Club de Pernambuco, presidido por Rinaldo Junior, além de toda sua diretoria, por apoiar nosso programa.

      Pouco papo e mais diversão, cliquem abaixo e divirtam-se com o Falando de Turfe do Bento Magalhães 2017.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Amanhã tem atualização

Pessoal que acompanha o nosso blog, hoje gravamos o primeiro Café por Barbada do Novembro das Feras (que já está disponível no canal Karol Loureiro do YouTube) e amanhã entra no nosso blog o Falando de Turfe do festival do GP Bento Magalhães 2017.

Então não deixem de nós prestigiar.

Karol Loureiro

PS: Próxima quarta-feira retornamos com as entrevistas equinas.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 225

      O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forte graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Outubro Rosa chega a última semana e a garota que nos acompanha é a jovem proprietária, criadora e futura veterinária CAROLINA SCHUENCK STABILE
    
     Carol faz parte da 3ª geração de turfistas do Haras Anderson, conta um pouco da sua paixão pelo turfe e deixa suas barbadas para a semana carioca, buscando a última vaga para o Novembro das Feras.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal



RESULTADO OUTUBRO

1) VICTORIA DIAS MOTA: 2 vitórias (Da-lhe Casella: R$ 2,50 e Un Pingo: R$ 2,50) - 50% de aproveitamento
2) RAISSA LIOI ESTEVES: 2 vitórias (Barbara Mel: R$ 2,40 e Desperado: R$ 1,60) - 50% de aproveitamento
3) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
3) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Festival Bento Gonçalves 2017, Falando de Turfe 40

     Nesta semana, fizemos um pequeno resumo dos 109 anos de história do festival do Bento Gonçalves neste programa Falando de Turfe, que contou com o patrocínio dos studs CASABLANCA e DUPLO OURO.

     Reviva as emoções das vitórias de Ilustre Senador, First Amour, Barbo, Best Dubai e outros clicando no vídeo abaixo e compartilhando com seus familiares e amigos.

    Sugestões, dicas e comentários, escrevam para cercamovel@gmail.com

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 224

      O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forte graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Outubro Rosa chega a mais uma semana e a garota que nos acompanha é a jovem RAISSA LIOI ESTEVES
    
     A filha do treinador campeão do Grande Prêmio Brasil 2017, Luiz Esteves, com a veterinária Adriana Lioi mostra que tem linhagem de turfista e deixa suas dicas para a semana curtinha do Hipódromo da Gávea.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.



RESULTADO OUTUBRO

1) VICTORIA DIAS MOTA: 2 vitórias (Da-lhe Casella: R$ 2,50 e Un Pingo: R$ 2,50) - 50% de aproveitamento
2) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
2) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Middle Fast e as meninas super poderosas da Gávea

     Pessoal, como vai vocês? Olha que a semana passou voando como borboletas, mas na verdade foi uma 'Borboletinha' que junto com mais algumas mulheres deram show no Hipódromo da Gávea e por isso eu tive de conversar com MIDDLE FAST na coluna de hoje.

     A égua de Francisco de Paula Elias Filho venceu o Grande Prêmio Costa Ferraz (Grupo 3), realizado no último domingo, nos 1.000 metros da pista de grama do Jockey Club Brasileiro e nos confidenciou tudo o que viveu.

    O papo rolou em sua cocheira, na Vila Lagoa da Gávea, onde Middle Fast me recebeu com muito carinho.

CERCA MÓVEL: Olá Middle Fast, quero começar parabenizando pela grande vitória em Grupo 3, a sua primeira graduada?
MIDDLE FAST: Obrigada Karol, seja bem vinda. Moro aqui na Gávea com louvor, tenho o privilégio de ter como vizinho a Lagoa Rodrigo de Freitas e ainda poder observar o Cristo todos os dias. Então, posso dizer que moro no paraíso dentro do Rio de Janeiro.
Momento da vitória

CM: Ok, concordo, mas aqui é bem quente no verão?
MF: É sim, mas o agito da cidade grande mesclado com a calmaria das vilas da Gávea é um ingrediente que apenas quem vive aqui tem o privilégio de sentir.

CM: Vamos falar da sua vitória de domingo?
MF: Permita que eu faça uma correção: a nossa vitória de domingo. Sim, porque domingo foi um dia do sexo feminino e ainda bem que caiu ainda em Outubro, mês que todas as mulheres precisam se preservar contra o perigoso câncer de mama. A vitória obtida foi graças ao trabalho de três mulheres em especial: veterinária Nicole Duarte, treinadora Cristina Resende e aprendiz de joqueta Victoria Mota. Sou apenas a quarta ponta desta estrela vitoriosa.

CM: E quem seria a quinta ponta desta estrela?
MF: Todas as fêmeas, éguas e potrancas do eu lado equino, e todas as mulheres, sejam alunas, joquetas, aprendizes, treinadoras, veterinárias, agentes de montaria, cavalariças, jornalistas, fotógrafas, enfim, todas que encontraram seu espaço neste mundo machista do turfe. Aos poucos os homens e os cavalos vão observando que temos direito ao nosso espaço e abrilhantamos ainda mais o espetáculo das corridas. Juntos fazemos mais.
Muita alegria no retorno

CM: Nossa, seu discurso é quase político?
MF: Talvez seja por estarmos às vésperas das eleições e também porque estou empolgada por tudo que aconteceu domingo.

CM: Chegou onde eu queria, vamos falar de domingo. Como você acordou? Foi para a disputa? Conte tudo para os nossos leitores, pode ser?
MF: Claro! Acordei bem cedo, como sempre faço. Caprichei no café e ainda tive direito a umas cenouras especiais. Dra Nicole passou pelo meu box e mediu minha temperatura, depois a Cristina Resende me observou e deixou eu caminhar com meu cavalariço. Logo após uma relaxada após o almoço, fui me encaminhando para o padoque, para meu grande momento. Encontrei a Victoria Mota um páreo antes, pois ela fez questão de ir me fazer um carinho. Na hora do páreo, ela subiu no meu dorso e me confidenciou: 'Hoje será nosso dia!".

CM: Sério, ela te disse isso?
MF: Sim, mas mesmo depois disso, ainda se mostrou um pouco nervosa no meu dorso. Fizemos o cânter, te vi fazendo foto. E nos encaminhamos para o partidor. Percebia que ela ainda não estava relaxada, então precisei provocá-la.

CM: Como você provocou a Borboletinha?
MF: Simples, sai do partidor fazendo muita força, como se quisesse ir logo para a dianteira. Victoria sabe que gosto de correr acomodada, então ela foi forçada a me conter e a se preocupar apenas com nossa corrida e esquecer das adversárias.

CM: Funcionou bem, pois vocês entraram a reta final na última posição?

Retorno da vitória
MF: Exato e eu estava bem poupada pela linha 2, foi quando Victoria viu que tinha muita égua na nossa frente e decidiu me levar para a linha 8 ou 9. Por este caminho, sem ninguém para cruzar nossa frente, ficou fácil me deixar correr livre.

CM: E como você correu heim. Uma atropelada fabulosa por sinal. Passou uma a uma das adversárias, parecia que tinha largado dali.
MF: Foi isso mesmo que senti, que havia largado dali. Só queria saber de correr. A Vic é leve e sabe me tocar de maneira correta. Não se mexe tanto no meu dorso, então não desequilibra meus impulsos. Formamos uma boa dupla, sem sombra de duvida.

CM: Vocês venceram bonito páreo e fizeram história uma na vida da outra, pois tanto a Victoria Mota quanto você estreavam em prova graduada e conseguiram vencer. Isso mexeu contigo?
MF: E teria como não mexer? Foi fantástico. Já sabia que a Victoria me tinha muito carinho, mas que o preferido dela era o Afetuoso, por sinal, um dos cavalos mais lindos da Gávea, mas acredito que depois dessa nossa conquistas juntas, passei a também ser inesquecível para a história dela.

CM: Afetuoso heim, quer dizer que você tem certo interesse no cavalo?
MF: Eu? Bem, não sei, sei lá. Eu acho ele bonito. Moramos e trabalhamos no Hipódromo da Gávea, mas nem nos falamos muito. Sou tímida sabe. E acho que ele também. Há Karol, não me faça essas perguntas difíceis (falou muito envergonhada).

CM: Desculpa Middle Fast, não sabia que você ficaria tão enrubescida?
MF: Eu sou tímida, eu disse. Mas tudo bem.

CM: Qual será seu próximo passo?
Nicole, Cristina, Victoria e Juliana, meninas super poderosas
MF: Isso não depende apenas de mim, mas da minha equipe. Acredito que este mês eu descanse, enquanto minha treinadora e o proprietário buscam um novo desafio para mim. Estarei pronta para o que eles decidirem.

CM: Agradeço pelo bate papo e peço desculpas por ter sido tão enxerida no aspecto pessoal?
MF: Tudo bem Karol, não precisa se desculpar, mas espero que o Afetuoso não leia esta reportagem. Ficarei com vergonha quando encontrá-lo na raia para trabalhar pela manhã. Obrigada pelo espaço e pelo carinho. Quero encerrar agradecendo e mandando beijos para Cristina Resende, Victoria Mota e Nicole Duarte, vocês são as minhas meninas super poderosas!

Dessa forma encerramos o bate papo com a filha de Crimson Tide e Pour Rafaela (Vettori), criada na Coudelaria Jéssica, irmã inteira da também campeã graduada High Jinks.

Texto e fotos: Karol Loureiro

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 223

      O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forme graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Outubro Rosa segue agora com a presença da 'borboletinha carioca', VICTORIA MOTA

     Agora que passa a aprendiz de 1ª categoria, a profissional começa a contagem regressiva para tornar-se joqueta, antes, porém, a aprendiz comenta algumas de suas montarias da semana, entre elas seu primeiro desafio em prova graduada.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.




RESULTADO OUTUBRO

1) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
1) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

2ª Etapa da Tríplice Coroa paulista - Falando de Turfe, programa 39

      Como vai turfistas de todos os locais do Brasil e do mundo, nosso blog apresenta para vocês mais um programa Falando de Turfe, dessa vez sobre tudo o que rolou no último sábado, dia 7 de outubro, no Hipódromo de Cidade Jardim, em São Paulo.

     Foram cinco páreos do calendário clássico local, entre eles novas fases da Tríplice Coroa de potrancas e potros. Não percam mais tempo, cliquem abaixo e confira o resultado. Há, e se puderem compartilhar o vídeo e este nosso blog, também agradecemos...



PS: Mais um adendo! O pessoal que acompanha semanalmente o nosso blog, sabe que costumamos entrevistar os cavalos/éguas, porém, como precisei concluir a edição de dois programas (1 Café por 1 Barbada e este Falando de Turfe), a entrevista ficarei devendo dessa vez.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 222

     O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forme graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Seguimos com o desafio do Outubro Rosa com a treinadora multitarefas CRISTINA RESENDE

     Acostumada a estar entre os 10 melhores profissionais do turfe carioca, a treinadora ocupa até a gravação deste programa o 12º lugar, mas já garantiu que pretende subir na estatística.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.




RESULTADO OUTUBRO

1) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento