quinta-feira, 19 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 224

      O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forte graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Outubro Rosa chega a mais uma semana e a garota que nos acompanha é a jovem RAISSA LIOI ESTEVES
    
     A filha do treinador campeão do Grande Prêmio Brasil 2017, Luiz Esteves, com a veterinária Adriana Lioi mostra que tem linhagem de turfista e deixa suas dicas para a semana curtinha do Hipódromo da Gávea.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.



RESULTADO OUTUBRO

1) VICTORIA DIAS MOTA: 2 vitórias (Da-lhe Casella: R$ 2,50 e Un Pingo: R$ 2,50) - 50% de aproveitamento
2) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
2) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Middle Fast e as meninas super poderosas da Gávea

     Pessoal, como vai vocês? Olha que a semana passou voando como borboletas, mas na verdade foi uma 'Borboletinha' que junto com mais algumas mulheres deram show no Hipódromo da Gávea e por isso eu tive de conversar com MIDDLE FAST na coluna de hoje.

     A égua de Francisco de Paula Elias Filho venceu o Grande Prêmio Costa Ferraz (Grupo 3), realizado no último domingo, nos 1.000 metros da pista de grama do Jockey Club Brasileiro e nos confidenciou tudo o que viveu.

    O papo rolou em sua cocheira, na Vila Lagoa da Gávea, onde Middle Fast me recebeu com muito carinho.

CERCA MÓVEL: Olá Middle Fast, quero começar parabenizando pela grande vitória em Grupo 3, a sua primeira graduada?
MIDDLE FAST: Obrigada Karol, seja bem vinda. Moro aqui na Gávea com louvor, tenho o privilégio de ter como vizinho a Lagoa Rodrigo de Freitas e ainda poder observar o Cristo todos os dias. Então, posso dizer que moro no paraíso dentro do Rio de Janeiro.
Momento da vitória

CM: Ok, concordo, mas aqui é bem quente no verão?
MF: É sim, mas o agito da cidade grande mesclado com a calmaria das vilas da Gávea é um ingrediente que apenas quem vive aqui tem o privilégio de sentir.

CM: Vamos falar da sua vitória de domingo?
MF: Permita que eu faça uma correção: a nossa vitória de domingo. Sim, porque domingo foi um dia do sexo feminino e ainda bem que caiu ainda em Outubro, mês que todas as mulheres precisam se preservar contra o perigoso câncer de mama. A vitória obtida foi graças ao trabalho de três mulheres em especial: veterinária Nicole Duarte, treinadora Cristina Resende e aprendiz de joqueta Victoria Mota. Sou apenas a quarta ponta desta estrela vitoriosa.

CM: E quem seria a quinta ponta desta estrela?
MF: Todas as fêmeas, éguas e potrancas do eu lado equino, e todas as mulheres, sejam alunas, joquetas, aprendizes, treinadoras, veterinárias, agentes de montaria, cavalariças, jornalistas, fotógrafas, enfim, todas que encontraram seu espaço neste mundo machista do turfe. Aos poucos os homens e os cavalos vão observando que temos direito ao nosso espaço e abrilhantamos ainda mais o espetáculo das corridas. Juntos fazemos mais.
Muita alegria no retorno

CM: Nossa, seu discurso é quase político?
MF: Talvez seja por estarmos às vésperas das eleições e também porque estou empolgada por tudo que aconteceu domingo.

CM: Chegou onde eu queria, vamos falar de domingo. Como você acordou? Foi para a disputa? Conte tudo para os nossos leitores, pode ser?
MF: Claro! Acordei bem cedo, como sempre faço. Caprichei no café e ainda tive direito a umas cenouras especiais. Dra Nicole passou pelo meu box e mediu minha temperatura, depois a Cristina Resende me observou e deixou eu caminhar com meu cavalariço. Logo após uma relaxada após o almoço, fui me encaminhando para o padoque, para meu grande momento. Encontrei a Victoria Mota um páreo antes, pois ela fez questão de ir me fazer um carinho. Na hora do páreo, ela subiu no meu dorso e me confidenciou: 'Hoje será nosso dia!".

CM: Sério, ela te disse isso?
MF: Sim, mas mesmo depois disso, ainda se mostrou um pouco nervosa no meu dorso. Fizemos o cânter, te vi fazendo foto. E nos encaminhamos para o partidor. Percebia que ela ainda não estava relaxada, então precisei provocá-la.

CM: Como você provocou a Borboletinha?
MF: Simples, sai do partidor fazendo muita força, como se quisesse ir logo para a dianteira. Victoria sabe que gosto de correr acomodada, então ela foi forçada a me conter e a se preocupar apenas com nossa corrida e esquecer das adversárias.

CM: Funcionou bem, pois vocês entraram a reta final na última posição?

Retorno da vitória
MF: Exato e eu estava bem poupada pela linha 2, foi quando Victoria viu que tinha muita égua na nossa frente e decidiu me levar para a linha 8 ou 9. Por este caminho, sem ninguém para cruzar nossa frente, ficou fácil me deixar correr livre.

CM: E como você correu heim. Uma atropelada fabulosa por sinal. Passou uma a uma das adversárias, parecia que tinha largado dali.
MF: Foi isso mesmo que senti, que havia largado dali. Só queria saber de correr. A Vic é leve e sabe me tocar de maneira correta. Não se mexe tanto no meu dorso, então não desequilibra meus impulsos. Formamos uma boa dupla, sem sombra de duvida.

CM: Vocês venceram bonito páreo e fizeram história uma na vida da outra, pois tanto a Victoria Mota quanto você estreavam em prova graduada e conseguiram vencer. Isso mexeu contigo?
MF: E teria como não mexer? Foi fantástico. Já sabia que a Victoria me tinha muito carinho, mas que o preferido dela era o Afetuoso, por sinal, um dos cavalos mais lindos da Gávea, mas acredito que depois dessa nossa conquistas juntas, passei a também ser inesquecível para a história dela.

CM: Afetuoso heim, quer dizer que você tem certo interesse no cavalo?
MF: Eu? Bem, não sei, sei lá. Eu acho ele bonito. Moramos e trabalhamos no Hipódromo da Gávea, mas nem nos falamos muito. Sou tímida sabe. E acho que ele também. Há Karol, não me faça essas perguntas difíceis (falou muito envergonhada).

CM: Desculpa Middle Fast, não sabia que você ficaria tão enrubescida?
MF: Eu sou tímida, eu disse. Mas tudo bem.

CM: Qual será seu próximo passo?
Nicole, Cristina, Victoria e Juliana, meninas super poderosas
MF: Isso não depende apenas de mim, mas da minha equipe. Acredito que este mês eu descanse, enquanto minha treinadora e o proprietário buscam um novo desafio para mim. Estarei pronta para o que eles decidirem.

CM: Agradeço pelo bate papo e peço desculpas por ter sido tão enxerida no aspecto pessoal?
MF: Tudo bem Karol, não precisa se desculpar, mas espero que o Afetuoso não leia esta reportagem. Ficarei com vergonha quando encontrá-lo na raia para trabalhar pela manhã. Obrigada pelo espaço e pelo carinho. Quero encerrar agradecendo e mandando beijos para Cristina Resende, Victoria Mota e Nicole Duarte, vocês são as minhas meninas super poderosas!

Dessa forma encerramos o bate papo com a filha de Crimson Tide e Pour Rafaela (Vettori), criada na Coudelaria Jéssica, irmã inteira da também campeã graduada High Jinks.

Texto e fotos: Karol Loureiro

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 223

      O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forme graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Outubro Rosa segue agora com a presença da 'borboletinha carioca', VICTORIA MOTA

     Agora que passa a aprendiz de 1ª categoria, a profissional começa a contagem regressiva para tornar-se joqueta, antes, porém, a aprendiz comenta algumas de suas montarias da semana, entre elas seu primeiro desafio em prova graduada.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.




RESULTADO OUTUBRO

1) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento
1) CRISTINA RESENDE: 1 vitória (Flight Time: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

2ª Etapa da Tríplice Coroa paulista - Falando de Turfe, programa 39

      Como vai turfistas de todos os locais do Brasil e do mundo, nosso blog apresenta para vocês mais um programa Falando de Turfe, dessa vez sobre tudo o que rolou no último sábado, dia 7 de outubro, no Hipódromo de Cidade Jardim, em São Paulo.

     Foram cinco páreos do calendário clássico local, entre eles novas fases da Tríplice Coroa de potrancas e potros. Não percam mais tempo, cliquem abaixo e confira o resultado. Há, e se puderem compartilhar o vídeo e este nosso blog, também agradecemos...



PS: Mais um adendo! O pessoal que acompanha semanalmente o nosso blog, sabe que costumamos entrevistar os cavalos/éguas, porém, como precisei concluir a edição de dois programas (1 Café por 1 Barbada e este Falando de Turfe), a entrevista ficarei devendo dessa vez.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

1 Café por 1 Barbada, programa 222

     O nosso 1 Café por 1 Barbada segue firme e forme graças ao apoio dos stud's MENDONÇA e SÃO JOSÉ DOS BASTIÕES. Seguimos com o desafio do Outubro Rosa com a treinadora multitarefas CRISTINA RESENDE

     Acostumada a estar entre os 10 melhores profissionais do turfe carioca, a treinadora ocupa até a gravação deste programa o 12º lugar, mas já garantiu que pretende subir na estatística.

     Estamos em busca de novas sugestões e de mais parceiros (por quê não?) para manter o nosso blog e nossos programas. Então caso queira colaborar, basta escrever no cercamovel@gmail.com que conversamos. 

     Agora menos papo e mais diversão, cliquem abaixo e confiram o nosso programa semanal.




RESULTADO OUTUBRO

1) JULIANA DIAS: 1 vitória (Jaspion Silent: R$ 1,60) - 25% de aproveitamento

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Arrocha dedica vitória em Grupo 1 para sua mãe Avon Lady

     No último domingo, o Hipódromo da Gávea foi palco de excelentes corridas, em especial do tradicional GP Linneo de Paula Machado (G1-2000mG), o Grande Criterium para os produtos de 3 anos. Venceu o desafio o potro ARROCHA, que topou conversar com nosso Cerca Móvel com exclusividade (lógico, só a gente traduz o que os equinos falam...)

    Aproveitem o nosso bate papo e vejam o que este filho dedicado tem a dizer e homenagear a sua mãe Avon Lady.

Arrocha voando e sendo escoltado por Bom Gosto
CERCA MÓVEL: Parabéns pela bonita conquista, sua primeira em Grupo 1. Qual o significado de tal vitória?
ARROCHA: Obrigado Karol. Significado são vários. Em especial porque conquistei o primeiro
Grupo 1 para o Haras Estrela Nova como criador e proprietário. Também foi uma forma de homenagear a minha mãe, Avon Lady, que infelizmente a perdi há pouco.

CM: Nossa, não sabia desta tragédia?
A: Pois é, coisas da vida. Sou seu primeiro filho. Ela foi uma grande égua. Para você ter ideia, sua última vitória, na época defendendo o New Partners Stud, aconteceu em 3 de agosto de 2013 em São Paulo, mesmo dia que mais cedo venciam Sai de Baixo (recordista) e Fixador (tríplice coroado). Enfim, são histórias sobre ela que tenho muito orgulho e por isso pretendo sempre vencer em sua homenagem.


Voltando com o treinador Beto Solanés
CM: Com certeza Avon Lady está sendo muito bem representada por você Arrocha, pois sua campanha é formidável. Com apenas cinco corridas, você tem dois 2º lugares e na sequência três vitórias consecutivas, sendo duas delas clássicas. Nada mal heim?
A: Tudo isso é graças ao meu esforço nos trabalhos matinais, mas também por todos os cuidados que uma grande equipe teve comigo.

CM: Pode falar sobre este trabalho em equipe?
A: Com prazer e orgulho. Nasci no Paraná, no Haras Don Felipe do Sul, depois fui recriado no Haras Fronteira, em Bagé, sob os cuidados da equipe de Mano Moglia. Na sequência fui para São Paulo, no CT Vendaval, começar meus primeiros treinamentos com o time de Jayminho Castro. Aos 2 anos, cheguei no Rio de Janeiro, em Teresópolis, onde estou até hoje aos cuidados da equipe de Roberto Solanés. Ou seja, é muita gente envolvida.

CM: Sem dúvida. E você gosta de viajar heim. Conhece praticamente o Brasil todo.
Na raia, passeando com seu proprietário e criador
A: É. Fiz muitas viagens, mas todas elas necessárias, pois tive sempre do melhor por onde passei e onde estou. Então tudo valeu a pena.

CM: Quer relembrar a sua vitória de domingo?


A: Contei com uma direção muito precisa de Marcos Mazini. Que soube me acionar no momento certo, exigindo de modo correto minhas forças. Nem esperava que venceria de forma tão tranquila. Acabou o páreo e não fiquei muito cansado. Sinal que estou em plena forma.

CM: E a festa depois da vitória?
A: Ainda segue, mas no dia foi ainda melhor. Recebi muito carinho do meu criador e proprietário Mario Rezende. Todo mundo viu a sua dedicação por mim. Recebi muitos beijos. É gratificante saber que estamos fazendo um bom trabalho por quem nos valoriza tanto.

Merecido Beijo da vitória
CM: Para o futuro, o que você pretende fazer?
A: Esta decisão não parte de mim e sim dos meus responsáveis. Tem várias opções, como o Derby Paulista em novembro, o Carlos Pellegrini na Argentina em dezembro, ou mesmo aguardar para tentar a Tríplice Coroa carioca no começo de 2018. Enquanto eles decidem, eu curto este meu momento de glória na cocheira, no frescor de Teresópolis, comendo do bom e do melhor, e sendo muito bajulado pelo meu cavalariço (relinchou).

CM: Ok, agradeço o bate papo e aproveite este seu momento glorioso.
A: Obrigado pelo bate papo e mais uma vez quero dedicar esta minha conquista a minha mãe Avon Lady e a todo o time do Haras Estrela Nova. Obrigado e prometo seguir me dedicando para dar ainda mais alegrias a todos vocês.

Mario e Mazini exibem as taças obtidas por Arrocha
      É, pela forma que fala, ninguém duvida que mais vitórias deverão surgir através das patas desse filho de Pounced e Avon Lady (Signal Tap). Sucesso sempre! Pessoal, até a próxima semana, que devido ao feriado, na quarta-feira que teremos entrevista aqui no nosso CERCA MÓVEL.

Texto e fotos Karol Loureiro




terça-feira, 3 de outubro de 2017

Imagens do GP Paraná 2017

Aos amigos que foram clicados na semana máxima paranaense, eis fotos exclusivas para vocês compartilharem com quem interessar.

A quem ainda não assistiu, também segue o link do Falando de Turfe sobre o Grande Prêmio Paraná 2017.